Skip to content

Kenny Garrett – SONGBOOK

maio 28, 2013

Não sou músico e também não tenho mais a pretensão de ser. A vontade de ser um grande guitarrista ficou lá na década de 80, quando eu tentava tirar alguma melodia da minha surrada guitarra Dolphin. Mas volta e meia me dá uma vontade de conhecer um pouco de teoria musical para tentar entender como os músicos de jazz conseguem certas proezas.
Este sentimento aparece com frequência quando escuto o disco Songbook, do saxofonista norte-americano Kenny Garrett. Sua apurada técnica, muitas vezes, lembra a genialidade de John Coltrane. Em comum, além da inquietude diante dos desafios que o jazz proporciona, Coltrane e Garrett passaram uma temporada ao lado de Miles Davis.

Desde o início de sua carreira, lá nos anos 80, o sax alto de Garrett tem se mostrado inovador e pulsante. O CD Songbook é um registro importante na extensa discografia do músico. O principal motivo, além do trio que o acompanha, é o repertório, todo ele composto pelo saxofonista. Ao seu lado, Garret escalou o genial pianista Kenny Kirkland, o baterista Jeff ‘Tain’ Watts e o baixista Nat Reeves.

Garrett não dá moleza ao ouvinte. Logo de saída, ele destila seu sax no tema “2 Down & 1 Across”. Felizmente, após 5 minutos do primeiro tema, o quarteto nos oferece “November 15”, que faz você voltar ao mundo dos não músicos. Em “Wooden Steps”, quem brilha é o saudoso Kirkland, que mostra toda sua vitalidade ao piano.

O disco fica mais acessível com “Brother Hubbard”, tributo ao trompetista Freddie Hubbard, a quase bossa nova “Ms. Baja”, na delicada “Before It’s Time To Say Goodbye” e em “House That Nat Built”, que poderia ter sido gravada facilmente pelo saxofonista David Sanborn. Mas o grande tema do álbum é obviamente “Sing A Song Of Song”. A frase principal da melodia fica o tempo todo permeando a música enquanto Garrett e Kirkland vão desbravando o tema com notas inspiradas. Após os 7 minutos de duração o ouvinte terá as mais distintas sensações.

Após três décadas de carreira, o cinqüentão Kenny Garrett passou por vários estágios na vida pessoal e profissional. Tudo isso reflete em sua forma de tocar e o faz a cada disco procurar por uma resposta que talvez nunca seja respondida. Para a nossa sorte, a busca de Garrett tem nos proporcionado discos inspiradores.

http://www.sobresites.com/jazz/dicascd/garret.htm

Anúncios

From → Uncategorized

Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: